sábado, julho 10

Tem banana no cook?

Hitler e Jesus Cristo estavam na padaria. Não tinham comido praticamente nada o dia inteiro. Nem louça limpa eles tinham em casa. Aqueles dois morando juntos era uma anarquia dos infernos. Ainda bem que o diabo morava a mais de 200 km de distância. Qualquer coisa mais próxima podia ser catastrófica.
Os dois estavam discutindo sobre o que iam comer. JC curtia um salgado que parecia um falo de negro e Hit preferia empadão de frango. A mulher que veio atender eles era uma funcionária nova, não sabia o perigo que corria, e logo de cara ela tentou vender o seu produto.
- Olha, eu comi um empadão desse ontem e é muito bom, se eu tivesse dinheiro e fosse trouxa como você eu levava todos. - disse a menina da padoca.
- Então me dá todos. - disse o hit. - Mas eu quero ver se tem conteudo.
- Vai levar todos cara? - perguntou JC, achando estranho. - Tá com tanta fome assim?
- Nem to com tanta fome - respondeu Hit. - Tô pensando em matar uns a mais mesmo.
- Se que sabe - consentiu JC. - a grana é tua mesmo.
- Olha moço - a menina mostrava o empadão aberto. - Muito bom.
- Corta em pedaços e embala pra mim que eu me livro deles. - Hit estava satisfeito.
Enquanto isso JC dava uma bisbilhotada pela padoca e acabara de descobrir um canto com cooks.
- Olha Hit, tem cook aqui. - disse apontando os bolos com nome de duplo sentido. - será que tem banana?
- Pergunta pra moça - disse Hit, dando um sorrisinho. - Ela deve saber se tem banana no cook.
- Eu não vou perguntar - disse JC. - É pecado.
- Pecado perguntar se tem banana no cook? - perguntou abismado o tirano alemão.
- Claro - explicou JC. - Se você uma dia lesse aquela bíblia que você ganhou da sua vó e abrisse na parte de receitas, você ia saber do que eu estou falando. Papai deixou bem claro que banana no cook é pecado. Mas você só quer saber de usar as paginas pra bolar baseado, seu herege maldito.
- Ih , vai dar uma de santo agora - Hit estava indignado. - Você também fuma os baseados de bíblia.
- É - JC concordou. - Mas a bíblia não é minha. E meu pai é deus, eu faço o que quiser.
- Não é atoa que ele te crucificou - disse Hit. - É por isso que eu gosto de matar judeus.
- Porque eles me crucificaram? - Perguntou JC, feliz com a condolência do amigo.
- Não - Hit respondeu. - Porque eles não põe banana no cook. Eu gosto de banana no cook. Não sabia que tinha um capitulo de receitas na biblia.
- Diz o papai que tem - disse JC. - Eu pra ser bem sincero não sei.
- Hum...
A moça voltou e ficou esperando pra ver se eles queriam mais alguma coisa. Hit olhou para ela e pensou, "até que é gostosa essa menina, podia até fazer um discurso pra ela". De repente sem dó perguntou:
- Tem banana no cook?
- Agora não - a menina tinha ficado vermelha, ele tinha pego ela no pulo, por essa ela não esperava. - Quer dizer, nesse aqui da padaria tem.
- E no outro? perguntou cheio de málicia.
Então ela se virou pra Jesus e disse:
- Eu não te conheço de algum lugar?
- É bem provavel - disse ele pra ajudar a moça, não tinha gostado do tom constrangedor todo cafajeste que Hitler usara pra perguntar da banana no cook. Ele poderia ter sido mais sensivel, foi muito duro. - Já estive em muitos lugares.
- Você não andava com aquelas putas de perto daquele colégio pra lá? - Ela tinha sido bem direta agora.
- Ei - disse JC indignado. - Elas são minhas amigas. Olha o respeito.
- Putas hein - Hit entrou na conversa. - Tinha banana no cook delas?
- Tinha, o cook delas era delicioso - e tentando desviar o assunto emendou - Tem banana nesse cook grande aqui?
- Tem - respondeu a moça.
- Alguns desses cooks é teu? - perguntou Hit.
- Esse pequeno aqui - disse ela apontando para o menor deles.
- Hum... Teu cook é o pequeno - que delícia, pensou Hit com agua na boca. - Tem banana no teu cook?
- Não - disse a moça
- Da prá por banana nele? - Perguntou Hit esperançoso.
- Se o senhor quiser - disse com um sorriso maroto.
- Que horas que eu posso vir buscar teu cook? - perguntou, tendo certeza que comeria aquele cook pequeno mais tarde.
- Eu saio a três - disse ela. - Aí é o senhor que vê.
Enquanto isso JC pagava a sua parte da conta.
- Passo aqui mais tarde então pra pegar meu cook - e se despediu com uma piscadinha.
- Vamo logo Hit, pare de ficar cantando a moça da padoca e pague tua parte - chamou JC do caixa.
- Tá bom, tá bom - Hitler chegou no caixa tirou uma arma antiga da cintura, que atirava bolas de tinta, atirou na testa da caixa e saiu como se nada tivesse acontecido. - Tá aqui meu pagamento.
Do lado de fora da padoca, enquanto entravam no fusca verde de guerra do Hit, JC estava de cara.
- Que história é essa de teu cook lazarento? - perguntou demonstrando um pouco de raiva. - Porque voçê sempre faz dessas de atirar com essa arminha de brinquedo em vez de pagar? Sabe o que tão falando de você? Que você é louco.
- Você que tomou minha arma - disse Hit. - Não tenho muita opção.
- Claro - disse JC. - Você matava qualquer um que parecesse judeu. Dá trabalho ressuscitar pessoas sabia?
- Belo amigo você - disse Hit demonstrando um pouco de tristeza na voz. - Você repreende tudo que eu faço.
- Teu cu lazarento, teu cu. - agora JC estava mais de cara ainda. - O que você quer que eu faça te apóie quando você com aquelas idéias de matar milhões de judeus?
- Podia né, não custa nada.
- Alguns milhões de vida só.
- Viu, pouca coisa.
- Onde é que você ta indo? Pode tratar de desviar daquela velhinha, não vou deixar você atropelar ela. Você sempre atropela ela quando a gente vai na padoca.
- Ah.

Os dois foram pra casa em silêncio. Tendo banana ou não, aquele cook abalara a amizade deles por enquanto. E agora mais nenhum dos dois sabia por quanto tempo a parceria Jesus e Hitler podia dar certo. Mas apesar das diferenças, eles eram amigos.

7 comentários:

  1. colocar Cristo e Hitler morando junto é uma situação que pode render comicidade, mas pode melhorar. vc dá pra melhorar? se sou sincero, tem cupa eu?

    ResponderExcluir
  2. Gostei bastante do seu texto. Ainda não li todo, mas o começo está ótimo, fiquei curioso para saber o resto...vou continuar. Parabéns pelo blog. Abraço.

    ResponderExcluir
  3. é, mas não inculca com essa parada não. parte pra outro texto diverso, que a gente nunca sabe quando pode estar blasfemando. e isso é sério.

    ResponderExcluir
  4. Sempre que alguém mexe com o cook do outro a amizade é abalada... não tem jeito não

    ResponderExcluir
  5. cook que tem?

    o que é cook? aqui em Nhandeara não tem cook.

    ResponderExcluir
  6. qualé, não me diz o que é cook? vai fazer cook doce, é?

    ResponderExcluir
  7. o trocadilho é considerado pelos teóricos uma forma cook de humor, um dos motivos é o fato de não poder ser traduzido geralmente. então eu evito, mas não o rejeito quando calha-me.

    mas eu acho que os teóricos queimam o cook. e, já que não sabem fazer um cook, falam do cook dos outros...

    =D
    Marcos

    ResponderExcluir