segunda-feira, julho 6

Um depoimento de merda

''Bom...algum tempo atrás eu tive problemas com álcool. Deixei para trás uma casa, um emprego, uma vida..
Tava saindo do trabalho quando passei na frente de um boteco e senti cheiro de coxinha. Resolvi entrar. Lá tive meu 1° contato com bebidas alcoólicas. Tudo começou com 2 bombons recheados com rum. Depois passei pra cerveja e resolvi experimentar uma dose de whisky. Virei a noite bebendo, fui parar no hospital. Quando saí, resolvi comemorar com um drink, e depois disso nunca mais fui pra casa. Perdi o emprego e as pessoas me excluíram da sociedade pouco a pouco. Mas eu não me importava. Queria estar justamente ali onde estava: no 'bar do Banzé', com todas aquelas bebidas e coxinhas disponíveis. Depois de 3 meses, acabei casando com o 'seu Banzé'. Bebíamos juntos, sobrevivendo apenas de coxinha e álcool.. e assim fomos felizes por 3 semanas, até o dia em que ele morreu; bem, pelo menos eu ainda tinha as bebidas e o bar. Nao comuniquei a ninguém a morte do Banzézito (era como eu o chamava), pois eu estava ocupada demais para isso, só pensava em beber. Duas semanas se passaram até que a policia invadisse o local, levando embora o corpo de Banzé e me jogando em uma clínica de reabilitação, me afastando das bebidas, meu néctar precioso.
Felizmente, uma luz apareceu em meu caminho e me recuperei do vício, depois de ficar 1 ano e meio na clínica. Saí, arranjei um emprego num orfanato e me esforcei pra cuidar bem de todas aquelas crianças tristes. Algum tempo depois adotei um pretinho, e lhe dei amor e comida. Cinco anos atrás me candidatei a prefeita na cidade onde morava. Nao demorou para que eu fosse eleita deputada estadual e logo depois candidata a presidente na Bolívia. Meu filho cresceu, ficou branco e virou estrela, mas acabou morrendo e agora é considerado santo. Ainda sou presidente na Bolívia, mas fiz uma cirurgia e agora sou homem, pois desde que Banzezito morreu nao fui capaz de amar nenhum outro homem e virei lésbica.
Meu nome agora é Evo Morales.

4 comentários:

  1. ia perguntar como ficou a tua barriga depois de tanto alcool e coxinha
    mas ao ler a ultima frase do texto já deu pra entender como ficou.
    bom, eu ri.
    heuehauehauehauehae

    meu nome é eneas.

    ResponderExcluir
  2. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Ficou mto bom, teu filho preto que virou branco é o que há!!!!!!
    Tbm ri!!!!

    meu nome nem é eneas.

    ResponderExcluir
  3. quê que cê tem contra comunistassafado? parece até meu pai, mas meu pai foi milito por 47 anos! coitado, é neurótico de guerra, e manca de uma perna...

    "saquei" una cosita: usted, después del acuerdo ortográfico, tuvo una idea buena que es usar el K en el lugar del QU, y este cuando el sonido for del antiguo qü. estoy cierto?

    =D
    marcos

    ResponderExcluir
  4. hAUahaUHAuahUAhuAHAuhaUAHuA

    Muito bom!

    ResponderExcluir